O Pensamento Computacional na Escola: Um relato de aplicação de projeto

Autores

  • Max Marcell Oliveira da Silva Universidade Federal do Rio Grande-FURG

DOI:

https://doi.org/10.23864/cpp.v7i19.379

Palavras-chave:

Pensamento Computacional, Ensino e Aprendizagem, Linguagem de Programação Scrath

Resumo

Este relato apresenta as experiências vivenciadas na execução de um Projeto de Ação na Escola, a partir de uma prática realizada em um ambiente educativo, em uma turma de oitavo ano da escola Municipal de Ensino Fundamental de Tempo Integral Valdir de Castro, no bairro Santa Rosa, na cidade de Rio Grande/RS. Os sujeitos envolvidos no desenvolvimento do projeto são doze estudantes do Ensino Fundamental. Este projeto foi alicerçado na metodologia educativa Ensino por Projetos, utilizando os pressupostos do construcionismo, com o objetivo de desenvolver a lógica e o raciocínio, com o uso da ferramenta de programação Scratch. Os resultados da aplicação foram coletados a partir das atividades desenvolvidas, relato oral, questionários, anotações, observações, fotografias e diário de bordo. O trabalho mostrou que embora não tivessem conhecimento de programação, acharam divertido e diferente, contribuindo para que o uso de uma tecnologia no espaço escolar despertasse o interesse e a vontade dos educandos em aprender. Aprender lógica de programação utilizando o Scratch possibilita a melhoria do raciocínio lógico, desenvolvendo o cognitivo, fazendo com que se percebesse a melhoria das relações pessoais e do trabalho em equipe, transformando-os em protagonistas na construção do conhecimento, possibilitando a criação de artefatos digitais criativos pelo próprio educando.

Referências

ALMEIDA, I. A; T. de. Contribuições da didática de Malba Tahan para a resolução de problemas. Com A Palavra, O Professor, Vitória da Conquista, Ba, v. 7, n. 18, p. 60-68, 17 set. 2022. Disponível em: http://revista.geem.mat.br/index.php/CPP/article/view/689. Acesso em: 25 out. 2022.

AUSUBEK, D; P.; NOVAK, J; D.; HANESIAN, H. Psicologia Educacional. 2. Ed. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980. 626 p.

BELL, T.; Witten, I. H.; Fellows, M. Computer Science Unplugged: ensinando ciência da computação sem o uso do computador. Ensinando Ciência da Computação sem o uso do computador. 2011. Disponível em: https://classic.csunplugged.org/documents/books/portuguese/CSUnpluggedTeachers-portuguese-brazil-feb-2011.pdf. Acesso em: 28 out. 2022.

FALVO, S. R.; JUCÁ, R. S.. O raciocínio proporcional através da resolução de problemas: uma experiência de formação com professores que atuam nos anos iniciais. Com A Palavra, O Professor, Vitória da Conquista, Ba, v. 7, n. 18, p. 135-152, 17 set. 2022. Disponível em: http://revista.geem.mat.br/index.php/CPP/article/view/816. Acesso em: 25 out. 2022.

OLIVEIRA, C. L. A Metodologia de Projetos como recurso de ensino e aprendizagem na Educação Básica. 2006. Disponível em <http://www.tecnologiadeprojetos.com.br/banco_objetos/%7B28A0E37E-294A-4107-906C-914B445E1A40%7D_pedagogia-metodologia.pdf>. Acesso em: 06 mai. 2018.

PAPERT, S.; HAREL, I. Situating Constructionism. In: PAPERT, Seymour; HAREL, Idit. Constructionism. New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1991. Cap. 1. p. 1-11.

PRENSKY, M. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. NCB University Press, 2001. Disponível em: http://poetadasmoreninhas.pbworks.com/w/file/fetch/60222961/prensky20-20imigrantes20e20nativos20digitais.pdf Acesso em: 07 DE DEZ. 2016.

POZO, J. Ignacio et al (Org.). A solução de problemas: Aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed, 1998. 177 p.

RESNICK, M., Maloney, J., M.-H, A., Rusk, N., Eastmond, E., Brennan, K., Millner, A., Rosenbaum, E., Silver, J., Silverman, B., et al. (2009). Scratch: programming for all. Communications of the ACM, 52(11):60–67.

SIPLE, I Zuchi et al. Ideias fundamentais do cálculo no Ensino Médio:: uma abordagem da pg à luz da resolução de problemas. Com A Palavra, O Professor, Vitória da Conquista, Ba, v. 7, n. 18, p. 89-116, 17 set. 2022. Disponível em: http://revista.geem.mat.br/index.php/CPP/article/view/810. Acesso em: 25 out. 2022.

VALENTE, J. A. Integração do Pensamento Computacional no Currículo da Educação Básica: diferentes estratégias usadas e questões de formação de professores e avaliação do aluno. Revista E-curriculum, São Paulo, v. 16, n. 3, p.864-897, 2016. Quadrimestral. Disponível em: <http://revistas.pucsp.br/curriculum/article/download/29051/20655>. Acesso em: 26 fev. 2019.

WING, J M.. Computational thinking. Communications Of The Acm, New York, v. 49, n. 3, p.33-35, 1 mar. 2006. Mensal. Association for Computing Machinery (ACM). http://dx.doi.org/10.1145/1118178.1118215.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

da Silva, M. M. O. (2022). O Pensamento Computacional na Escola: Um relato de aplicação de projeto. Com a Palavra, O Professor, 7(19), 1–13. https://doi.org/10.23864/cpp.v7i19.379

Edição

Seção

Experiências de Sala de Aula