A Matemática Solidária no estudo do Tratamento da Informação

  • Gabriele Silva Carneiro Batista
Palavras-chave: Tratamento da informação, Ensino de Matemática, Solidariedade, Aprendizagem.

Resumo

Esta atividade foi destinada às turmas do 8° e 9° ano do ensino fundamental, na escola estadual da Polícia Militar Eraldo Tinoco em Vitória da Conquista - BA. O objetivo foi investigar a viabilidade do desenvolvimento de conteúdos procedimentais, atitudinais e conceituais matemáticos, envolvendo coleta e doações de agasalhos em comemoração aos 10 anos do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O projeto “A matemática solidária no estudo do Tratamento da informação” envolveu métodos multidisciplinares sobre temas que envolviam cidadania, normas técnicas textuais, cálculos matemáticos, investigação e construções e análises de tabelas e gráficos. Tivemos um tutorial, a 1° etapa foi à arrecadação das roupas, para construção da tabela e operações solicitadas. Após os cálculos, iniciamos a pesquisa, os aprendizes investigaram o conteúdo matemático, construindo o seu conhecimento com as descobertas. Após a exploração do assunto, estrearíamos a construção gráfica fazendo comparações com os dados coletados. O trabalho escrito seguiu alguns protocolos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a qual foi estabelecida na aula de matemática durante a explicação do tutorial. As roupas foram destinadas ao Centro Pop Adultos e Adolescente em Vitória da Conquista, e na culminância do projeto, tivemos a participação de quatro representantes da associação popular, para falar sobre as ações desenvolvidas na instituição e abrimos uma discussão com os estudantes sobre a temática.

Referências

D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Etnomatemática – Elo entre as tradições e a modernidade. Ed. Autêntica, Belo Horizonte, MG, 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia – Saberes Necessários a Prática Educativa. Ed. Paz e Terra. Coleção Leitura Edição Especial. Santa Efigenia, SP– 2007.

MORIN, Edgar. A Cabeça bem-feita–Repensar a Reforma Reformar o Pensamento. 14ª Edição –Ed. Bertrand Brasil, Rio de Janeiro, RJ –2008.

FERREIRA, A. C. Metacognição e desenvolvimento profissional de professores de Matemática: uma experiência de trabalho colaborativo. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

GARCIA, D. E. S. Metodologia de projetos: vivências, resolução de problemas e colaboração na experiência educativa. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2006.

PASSOS, L. F. O projeto pedagógico e as práticas diferenciadas: o sentido da troca e da colaboração. In:ANDRÉ, M. (Org.). Pedagogia das diferenças na sala de aula. São Paulo: Papirus, 1999.

PESSOA, C. A. dos S. Interação social: uma análise do seu papel na superação de dificuldades de resolução de problemas aditivos. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 25., Caxambu, 2002. Anais... Caxambu, 2002. P. 1-15. CD-ROM.

Publicado
2018-03-06
Seção
Experiências de Sala de Aula