Relato das vivências de Estágios curriculares: (des)encantamentos e desafios

  • Laura Leal Moreira Universidade Federal de Pelotas
  • Denise Nascimento Silveira
Palavras-chave: Estágio, Formação de professor

Resumo

O presente relato é o resultado das reflexões sobre os estágios curriculares supervisionados realizados durante a graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Os estágios são etapas obrigatórias em um curso de licenciatura e tem como objetivo aproximar o futuro professor da realidade do seu campo de vivências de práticas propostas na universidade e de aprendizagens com os professores titulares das turmas, que recebem esses estagiários. Considerando que ao conviver com a prática na prática de uma instituição de ensino o acadêmico poderá avaliar o seu processo formativo e tomar decisões que são possíveis somente quando estamos no campo de trabalho. Essa vivência de prática é avaliada pelo acadêmico, pelo professor que recebe esse estagiário e também através de um relatório reflexivo, com todos registros das experiências desse período de prática e das relações dessas práticas com os conhecimentos construídos na universidade. Dessa forma o futuro professor pode definir a continuidade na profissão ou um outro redimensionamento profissional como a busca da pós-graduação, ou a busca de espaços como pesquisador. Nessa perspectiva o estágio e um momento fundamental na vida dos acadêmicos pois permite a organização e delineamento profissional desses acadêmicos.
Publicado
2018-12-17