As vivências do PIBID: o que é bonito pra você?

  • Lara Casarim Leite UFJF-Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Vanessa das Graças Pereira de Souza UFJF-Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Lucas Rieger de Oliveira UFJF-Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Michele Munk UFJF-Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Educação

Resumo

A percepção de imagem corporal e da beleza exercem grande influência na construção da identidade do sujeito e, na adolescência, essa questão torna-se mais relevante, uma vez que nesta fase ocorrem várias mudanças físicas e sociais na vida dos indivíduos. Os números crescentes de casos de transtornos alimentares e as buscas por cirurgias estéticas apontam para a necessidade de discutir os conceitos de beleza e os padrões estéticos entre jovens e adolescentes. Nesse contexto, os licenciandos em Biologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), vinculados ao Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) elaboraram uma prática pedagógica a fim de identificar o papel social na construção de conceitos relacionados à beleza. Os dados foram coletados em turmas do 1º Ano do Ensino médio de uma Escola Pública Estadual do município de Juiz de Fora – MG. Os resultados indicam que as percepções de beleza envolvem diferentes fatores, entre eles o favorecimento de características associadas a pele branca, bem como da valorização de bens materiais, tais como objetos de marca. Os resultados deste trabalho auxiliam na compreensão de como os parâmetros sociais e as mídias influenciam a percepção de beleza entre os adolescentes.

Publicado
2019-08-30