Importância do professor tutor de resiliência no espaço escolar em turmas do projeto se liga e 9° ano

Palavras-chave: Tutor de Resiliência. Aprendizagem. Formação Humana.

Resumo

O presente trabalho buscou realizar uma discussão sobre a percepção dos alunos em relação ao ambiente educacional e como a prática docente do tutor de resiliência contribui para isto. Alguns alunos não gostam da escola, já outros a encaram como sendo seu segundo lar. Em meio a impressões distintas encontra-se o professor, que precisa lidar com essas situações e propor um espaço educativo humano e acolhedor, onde todos se sintam entusiasmados e confiantes. Como recursos metodológicos, utilizamos questionários e observações em uma turma de 9º ano e outra do SE LIGA, durante as aulas e, de maneira geral, podemos dizer que as professoras dessas turmas se preocuparam com a aprendizagem dos seus alunos em relação aos conteúdos, assim como demonstraram preocupações com a formação plena dos alunos, exercendo, cada uma, sua tutoria de resiliência.

 

 

Referências

ANTUNES, C. Resiliência: A construção de uma nova pedagogia para uma escola pública de qualidade. 4. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

ASSIS, S. G.; PESCE, R. P.; AVANCI, J. Q. Resiliência: enfatizando a proteção dos adolescentes. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BARBOSA, G. Índices de resiliência: análise em professores do Ensino Fundamental. In: I Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2006. Disponível em http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000092006000100014&lng=en&nrm=abn. Acesso em: 10 de março de 2015.

BRANDÃO, J. M. Resiliência: De que se trata? O conceito e suas imprecisões. 2009. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Faculdade de filosofia e Ciências Humanas da UFMG, Belo Horizonte, 2009.

CASASSUS, J. O desenvolvimento das competências emocionais. In: Fundamentos da Educação Emocional. Brasília/DF: Unesco, Liber Livro Editora, 2009.

COSTA, A. C. G. Resiliência: Pedagogia da presença. São Paulo: Modus Faciend, 1995.

CYRULNIK, B. Os patinhos feios. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

FAJARDO, L. N. Resiliência e Educação: Exemplo das Escolas do Amanhã. Curitiba/PR, ed. Appris, 2015. Cap. 5.

FRANCO, V.; ALBUQUERQUE, C. Contributos da Psicanálise para a Educação e para a Relação Professor – Aluno. In: Millenium – Revista do IPV. N 38. Jun. 2010. Disponível em: <http://www.ipv.pt/millenium/Millenium38/13.pdf> Acesso em: 04 de Jul. de 2017.

FRANKL, V. E. Em busca de sentido: Um psicólogo no campo de concentração. Petrópolis, Vozes, 1991.

FREITAS, M. de C. Fundamentação Epistemológico-filosófica da Educação enquanto ciência em Otto Friedrich Bollnow. Dissertação de Mestrado do Programa de Pós Graduação em Educação/ PPGE/UFPE. 2012. Cap. 3.

INSTITUTO AYRTON SENNA (São Paulo, SP). http://senna.globo.com/institutoayrtonsenna/br/programas_interna.asp?cod_programa=6&ms=2. Acesso em 05/04/18.

JOB, F. P. P. Resiliência na organização: Estudo de caso da mediação e avaliação da resiliência de indivíduos em uma organização industrial. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba. V.5, n. 1, p. 33-42, 2003.

LEAL, A. L. G. Resiliência e Formação Humana em Professores: Em busca da Integralidade. Recife/PE, Ed. Universitária da UFPE, 2011.

MADALÓZ, Rodrigo José; SCALABRIN, Ionara Soveral e JAPPE, Maira. O fracasso escolar sob o olhar docente: alguns apontamentos. IX ANPED SUL. Seminário de pesquisa em Educação da região Sul. 2012. Disponível em: http:www.portalanpedsul.com.br/admin uploads/2012/Didatica/Trabalho/ 04_16_10_ 945-7142-1-PB.pdf.

OLIVEIRA, F. N.; MACEDO, L. D. Resiliência e insucesso escolar: uma reflexão sobre as salas de apoio à aprendizagem. Estudos e Pesquisas em Psicologia. Rio de Janeiro v. 11, n. 3, p. 983-1004, 2011.

POLETTI, R.; DOBBS, B. A resiliência: A arte de dar a volta por cima. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

POLETTO, M.; KOLLER, S.H. Contextos ecológicos: promotores de resiliência, fatores de risco e de proteção. Estudos de Psicologia. Campinas, 25(3), 405-416, Julho-Setembro, 2008.

POLK, L. Toward a middle-range theory of resilience. Advanced Nursing Science. Washington, 19, 1-3. 1997.

QUEIROZ, S. M. Sala de aula: sociedade de controle, comprismo e hiperativismo sócio-virtual versus o cuidado de si. In: Maria Fernanda dos Santos Alencar; Marcelo Henrique Gonçalves de Miranda; Maria Fabiana da Silva Costa. (Org.). Formação de professores e processos de ensino e aprendizagem: práticas pedagógicas e contribuições das políticas públicas. 1ed. Caruaru: UFPE, 2018, v. 6, p. 135-158.

RÖHR, F. Confiança: Um conceito básico da educação no pensamento filosófico e pedagógico de Otto Friedrich Bollnow. EccoS Revista Científica, nº 26, 2011. São Paulo, Brasil.

______. Espiritualidade e Formação Humana. In: 18º Encontro de Pesquisa Educacional do Norte Nordeste. Maceió/AL. Anais do 18º Encontro de Pesquisa Educacional do Norte Nordeste. Maceió/AL: Qgráfica, v.1. pp. 1-15. 2007.

SILVA, M. M. L; LEAL, A. L. Insucesso escolar e Resiliência: uma investigação sobre os fatores de proteção e de risco em alunos do Ensino Fundamental 2, da Rede Pública do Agreste Pernambucano. Caruaru, 2015.

SUDBRACK, M. F. O.; DALBOSCO, C. Escola como contexto de proteção: refletindo sobre o papel do educador na prevenção do uso indevido de drogas. Anais do I Simpósio Internacional do Adolescente: maio, 2005. Disponível em <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC0000000082005000200082&script=sci_arttext>. Acesso em 22 de jun. de 2018.

TAVARES, J. Encorajamento e resiliência dos professores e educadores. Fortaleza, 2008. Palestra. Disponível em: Http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttextEtpid-S1413-73712003000300010. Acesso em: 22 jun.2018.

VARGAS, C. P. O desenvolvimento da resiliência pelas adversidades da escola. Revista Espaço Acadêmico – Mensal – nº 101 – Outubro de 2009.

YUNES, M. A. M; SZYMANSKI, H. Resiliência: Noção, Conceitos afins e Considerações Críticas. In: TAVARES, J. (Org.). Resiliência e Educação. São Paulo: Cortez, 2001.

Publicado
2021-05-01
Como Citar
Sales, M., & Chaves, A. (2021). Importância do professor tutor de resiliência no espaço escolar em turmas do projeto se liga e 9° ano. Com a Palavra, O Professor, 6(14), 70-90. https://doi.org/10.23864/cpp.v6i14.380