A utilização de atividades diversificadas no processo de ensino aprendizagem da Primeira Lei de Mendel

Palavras-chave: Avaliação, Feedback, Ensino de Genética

Resumo

O relato apresentado neste artigo apresenta um recorte dos estudos desenvolvidos em uma turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA), durante o Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Ciências, vinculado a Universidade Federal do Pampa – Campus Dom Pedrito, tendo como temática o conteúdo da 1ª Lei de Mendel. Caracterizaram-se como objetivos entender o conceito da 1ª Lei de Mendel a partir da interpretação de charges e tirinhas; diferenciar os conceitos de genótipo e fenótipo, homozigoto e heterozigoto; e prever a provável ocorrência de características a partir da aplicação de cruzamentos. A principal dificuldade foi interpretar os cruzamentos que realizaram nas questões de múltipla escolha, pois conseguiam extrair as informações, mas não marcavam a alternativa correta, evidenciando a necessidade fomentar esse formato de atividade na EJA. Além disso, percebeu-se a relevância do feedback, pois possibilitou a recuperação paralela, permitindo ao estudante refletir, repensar e reformular determinado resultado, caso necessário.

Biografia do Autor

Crisna Daniela Krause Bierhalz, Universidade Federal do Pampa

Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Pelotas, Doutora em Educação pela Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC). Professora Adjunta da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA, Dom Pedrito, RS). crisnakrause@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8524665688345631

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Garcia Stoll, V., & Krause Bierhalz, C. (2020). A utilização de atividades diversificadas no processo de ensino aprendizagem da Primeira Lei de Mendel. Com a Palavra, O Professor, 5(12), 13-25. https://doi.org/10.23864/cpp.v5i12.393