Experiências de professora e mãe alfabetizadora: análises textuais dos cadernos de uma aluna

Palavras-chave: Alfabetização. Letramento. Prática Pedagógica

Resumo

RESUMO

O presente artigo surgiu a partir das discussões proporcionadas na Disciplina Linguagem Oral e Escrita na Infância do Mestrado Profissional em Educação Escolar, em que aborda a alfabetização e letramento na construção da aquisição da língua escrita. Teve como objetivo discutir como trabalhar com a linguagem escrita na produção de texto durante o desenvolvimento da alfabetização na atualidade e qual sua função social na formação do aluno? Portanto foi possível compreender e analisar as discussões atuais dessas temáticas no processo da construção da escrita a partir de um processo em que a escrita precisa ser espontânea, momento que a criança expõe seus conhecimentos por meio das interações com o mundo letrado, considerada objeto cultural com funções sociais que desde cedo à criança vai se apropriando, assim a produção da escrita não deve ser conduzida limitando o desenvolvimento da criança.  As discussões apresentadas ancoraram-se em pesquisa de abordagem qualitativa, com o desenvolvimento de estudos bibliográficos, relatos de experiência da autora e análises textuais do caderno de uma aluna interpelando-as nas concepções a alfabetização e letramento. Conclui-se, que as concepções teóricas da psicogenética e psicolinguística na aquisição da língua escrita é o caminho mais significativo na formação do aluno, pois a escrita deve ter significado para as crianças no convívio social de sua vida, saber utilizá-las nas mais variadas situações do seu cotidiano.

Palavras-chave: Alfabetização. Letramento. Prática Pedagógica.

Referências

ANDRÉ, M. E. Dalmazo Afonso de. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liberlivros, 2005. P. 7 -70.

BRASIL. MEC. SEF. Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa. MEC: Brasília, 1997. (p. 35-49).

BRASIL. MEC. SEF. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998. (p. 115-129).

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRASIL. Pró-Letramento: Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental: alfabetização e linguagem. – ed. rev. e ampl. Incluindo SAEB/Prova Brasil matriz de referência/ Secretaria de Educação Básica – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008. 364 p.

CHARTIER, A. M. Os cadernos escolares: organizar os saberes, escrevendo-os. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v.16, n.32, p. 13-33, set./dez. 2007. Disponível em: .

FERREIRO, E. Psicogênese da língua escrita / Emilia Ferreiro e Ana Teberosky; trad. Diana Myriam Lichtenstein, Liana Di Marco e Mário Corso. – Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

________. Cultura escrita e educação. Porto Alegre: ARTMED, 2001.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GERALDI, J.W. Portos de passagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo:

Parábola Editorial, 2008.

MINAYO, M. C. S. et al. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

OLIVEIRA, J. B. M. Concepções de escrita, texto e gênero textual em relatos de aula de língua materna. Revista Virtual de Estudos da Linguagem – ReVEL. V. 2, n. 2, março de 2004. ISSN 1678- 8931 [www.revel.inf.br]. Disponível em: http://www.revel.inf.br/files/artigos/revel_2_concepcoes_de_escrita.pdf. Acesso em 28 de dez. 2016.

PAIM. M. M. W. Alfabetização e letramento: um estudo sobre as concepções que permeiam as práticas pedagógicas dos professores alfabetizadores. X ANPED SUL, Florianópolis, outubro de 2014. p.2. Disponível em: exanpedsul.faed.udesc.br/arq_pdf/1755-0.pdf>. Acesso em 28 dez. 2016.

SOARES, M. B. Aprender a escrever, ensinar a escrever. In: ZACCUR, E. (org.). A magia da linguagem. Rio de Janeiro: DP & ASEPE, pág. 49-73. 1999.

______. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação. Jan /Fev /Mar /Abr 2003 nº 25. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n25/n25a01.pdf>. Acesso em: nov. 2016.

______. Alfabetização: a questão dos métodos / Magda Soares. – São Paulo: Contexto, 2016.

______. Alfabetização e letramento: caminhos e descaminhos. Revista Pátio, v. 29, p. 19-22, 2004.

SOUZA, E. C. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de janeiro: DP&A, 2006.

TFOUNI, L. V. Letramento e Alfabetização. São Paulo: Cortez. Questões da nossa época; v. 47, 1995.

WEISZ, Telma. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo, Ática, 1999.

VYGOTSKY, L. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Publicado
2021-05-01
Como Citar
Nascimento, A., & Pacífico, J. (2021). Experiências de professora e mãe alfabetizadora: análises textuais dos cadernos de uma aluna. Com a Palavra, O Professor, 6(14), 25-45. https://doi.org/10.23864/cpp.v6i14.443