Caminhos do desenvolvimento profissional docente na perspectiva freireana

Palavras-chave: Desenvolvimento Profissional Docente, Paulo Freire, Formação.

Resumo

O presente artigo objetiva discutir possibilidades de caminhos do Desenvolvimento Profissional Docente (DPD) na perspectiva freireana, tendo como aporte o livro “Medo e ousadia: o cotidiano do professor”. Paulo Freire é tomado neste estudo como possibilidade de rompimento paradigmático que, na atualidade, é oportuno, sobretudo, no Brasil, país que atravessa um momento de severas críticas sobre os profissionais da educação, pois estes vêm sofrendo retaliações em sua autonomia, formação e prática docente, o que, consequentemente, vem provocando, muitas vezes, rupturas no DPD. Diante desses desafios vividos pelos/as professores/as, se faz necessário reinventar o pensamento de Paulo Freire para provocar problematizações e reflexões sobre os possíveis caminhos para Desenvolvimento Profissional Docente. Desse modo, fizemos uma revisão do livro citado, apontando possibilidades de contribuições da perspectiva freiriana para o DPD, a partir da formação, do currículo, do ensino e da relação do professor/a com o conhecimento. Com isso, constatamos que Freire muito contribuiu para os estudos sobre o DPD, apontando possíveis caminhos para a evolução e continuidade desse processo.

Biografia do Autor

Lilian Moreira Cruz, Universidade Estadual de Santa Cruz

Lilian Moreira Cruz – Pedagoga (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB/Campus/Itapetinga-BA), Especialista em Educação Infantil (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB/Campus/Itapetinga-BA), Mestre em Educação em Ciências e Matemática (Universidade do Sudoeste da Bahia/UESB/Campus/Jequié-BA), Doutoranda em Educação (Universidade Federal da Bahia/UFBA/Salvador-BA), Professora assistente da Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC/Ilhéus-BA. Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil (Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC/Ilhéus-BA. E-mail: lmcruz@uesc.br. Link do Lattes http://lattes.cnpq.br/5600692150509688

Andreia Cristina Freitas Barreto, Universidade Federal da Bahia

Andréia Cristina Freitas Barreto – Pedagoga (Faculdade de Educação Montenegro, FAEM/Ibicaraí-BA– Mestre em Ensino de Ciências (Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC/Ilhéus-BA). Doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Professora substituta da Universidade Estadual da Bahia -Brasil.  E-mail: andreyafreitas@hotmail.com. Link do Lattes http://lattes.cnpq.br/3620217817854224

 

Lúcia Gracia Ferreira

Lúcia Gracia Ferreira - Pedagoga (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB/Campus/Itapetinga-BA), Letras Vernáculas (Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC/Ilhéus-BA). Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Pós-doutorado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia; Grupo de Pesquisa e Estudos Pedagógicos/UESB e Docência, Currículo e Formação/UFRB. E-mail: luciagferreira@ufrb.edu.br. E-mail: luciagferreira@hotmail.com – Link do Lattes http://lattes.cnpq.br/2208995326703695

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Cruz, L., Barreto, A. C., & Ferreira, L. (2020). Caminhos do desenvolvimento profissional docente na perspectiva freireana. Com a Palavra, O Professor, 5(12), 355-372. https://doi.org/10.23864/cpp.v5i12.529