Alternâncias nos processos e políticas de formação de professores no Brasil

  • William Xavier de Almeida
  • Adriana Richit Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Formação de professores. Desenvolvimento da Educação. História da Educação no Brasil. Educação Básica.

Resumo

O artigo propõe algumas reflexões sobre as perspectivas de formação de professores manifestadas no processo de consolidação da educação no Brasil, sobretudo a educação básica pública. Para tanto, examinamos o percurso histórico da educação no país apresentado em Saviani (2009), Vieira e Gomide (2008) e Tanuri (2000) e a partir destes trabalhos buscamos discutir as principais perspectivas de formação docente evidenciadas nos distintos momentos em que sucederam-se alternâncias político-econômicas no país. Nossa análise mostra que ao longo do processo de consolidação da educação no Brasil quatro perspectivas principais de formação docente predominaram: formação centrada no conteúdo a ensinar, em que o aspirante a professor aprendia o ofício mediante a observação de um professor experiente; formação centrada nos métodos e técnicas de ensino, a qual era ofertada principalmente nas Escolas Normais e com ênfase no conteúdo a ser ensinado em sala de aula; formação centrada na aprendizagem dos conteúdos a ensinar e na didática, na qual havia preocupação com aspectos do conteúdo curricular a ser ensinado e sobre como ensiná-lo; e formação com uma dimensão intelectual, perspectiva esta que favoreceu a criação dos cursos de licenciatura e pedagogia e elevou a formação de professores ao nível superior, uma vez que incorporava à formação docente a pesquisa e a produção de conhecimento.

Biografia do Autor

William Xavier de Almeida
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC Campus Chapecó
Publicado
2018-03-06
Seção
Artigos