Educação inclusiva e ensino de ciências: análise dos trabalhos publicados no ENPEC entre 2007 e 2017

Palavras-chave: Formação de professores. Educação Inclusiva. Ensino de Ciências e Biologia.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as tendências das pesquisas na área de Ciências Naturais e Biologia, no sentido de atender às orientações da Educação Inclusiva e desvelar o que tem sido produzido, a fim de contribuir tanto para a formação docente quanto para o desenvolvimento cognitivo de todos os estudantes. Para isso, foram analisados os trabalhos publicados nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), no período de 2007 a 2017 que se relacionam com o ensino de Ciências e Biologia na perspectiva inclusiva. A pesquisa tem abordagem quali-quantitativa, classificada como estado do conhecimento. Para análise foram selecionados 88 trabalhos, dentre os quais 33 abordam a temática da Educação Inclusiva. A análise de conteúdo foi adotada como metodologia de análise dos dados. Os resultados indicam que a tendência das publicações analisadas está voltada para a área de ensino de Ciências Naturais, na formação inicial de professores para atuar na Educação Inclusiva de alunos com deficiência auditiva ou visual. O uso de materiais ou recursos didáticos é ressaltado como relevante durante o processo de ensino dos conceitos científicos.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Cruz Borges, E., Borges Dias, V., & Correa, A. (2020). Educação inclusiva e ensino de ciências: análise dos trabalhos publicados no ENPEC entre 2007 e 2017. Com a Palavra, O Professor, 5(12), 210-235. https://doi.org/10.23864/cpp.v5i12.494